O que é a má Consciência nas Constelações Familiares

Ao ver o filme Nise - O coração da loucura, fui impactada. De um lado, com a crueza de certos médicos, no trato com o emocional insondável das enfermidades psíquicas, e por outro, pelo olhar futurista, sensível e clarividente da médica Nise, que trouxe ao ambiente repulsivo e nauseante de um hospital psiquiátrico, uma nova perspectiva de tratamentos pela terapia ocupacional : oferecer ao cliente um ambiente de expressão artística com a mínima interferência. A proposta inovadora de Nise (discípula de Jung - que em suas cartas se referia a ela como homem) era que a partir da manifestação artística do doente, fosse sendo contada uma história, sua trajetória de dor e de perdas, ou então

Me deixo levar pelo borrão de tinta

Um professor universitário chega para sua sala de alunos e diz que farão uma prova surpresa, em seguida entrega a eles um papel em branco contendo um borrão de tinta no centro, pede então que dissertem sobre o que vêem . Passado o tempo, os alunos entregam as folhas e o professor lê o conteúdo das escritas, e comenta que, todos os alunos, sem exceção, fizeram dissertações sobre o pequeno borrão no meio do papel , e que, nenhum deles havia mencionado o branco da folha, que era, em verdade o maior conteúdo daquela folha. Por certo, quantas vezes nos apegamos aos detalhes das coisas, e acabamos tomando a coisa toda por uma pequena parte dela? Olhamos o tempo fechado e dizemos : que dia feio.

O emocionante filme Lion - reporta à minha própria história.

Fui ao cinema assistir Lion - o retorno pra casa. O tema havia naturalmente me chamado a atenção, pois como o garoto do filme, eu também havia sido adotada quando criança. A história, que é real, se passa longe, na Índia, sob circunstâncias diferentes, contudo com uma enorme similitude de sentimentos e emoções com minha própria história. Como o garoto, fui adotada em torno dos cinco anos, e minha companhia mais constante havia sido um irmão mais velho. A perda deste irmão, como para o menino do filme, deixou em mim a dor de uma ausência, muda, nunca mencionada na minha família adotiva. Identificar no garoto os mesmos sentimentos, como uma imagem que se projetasse de mim mesma, provocou-m

Posts Em Destaque
Posts Recentes
Arquivo
Procurar por tags
Siga
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square

© 2023 por Nome do Site. Orgulhosamente criado com Wix.com

  • Pinterest ícone social
  • Facebook Social Icon
  • Google+ Social Icon