E não vou parar

Aos 45 voltei a dançar.

Aos 46 a primeira tatuagem

Aos 47 realizei o desejo de ser professora.

E também fiz minha primeira viagem solo pra Alemanha.

Aos 48 comecei a correr!

E não vou parar!

Há 11 anos atrás, buscando o conselho de uma pessoa que estimava muito, sobre não ter objetivos claros ou disciplina suficiente, ela me disse que não havia muito o que fazer, essa era uma disposição que quanto mais tempo passasse, mais difícil seria estabelecer na vida. Eu fiquei arrasada. Mas naquele mesmo ano eu conheci as Constelações, num grupo que provocou não um movimento, mas um tsunami na minha vida. Reorganizou meus dados internos, trouxe gente que tava pra fora, levou outros embora. Quase desisti algumas vezes depois, até que vi que desistir não era mais uma opção, e toquei em frente.

E que bom que aquele meu amigo me deixou sozinha no poço naquela época, pois só eu podia fazer alguma coisa por mim.

Posts Em Destaque