February 27, 2020

Please reload

Posts Recentes

Como me tornar e continuar sendo um bom empresário?

January 10, 2020

1/10
Please reload

Posts Em Destaque

Que bom que estamos na Semana Santa

April 7, 2020

 

 

Adentramos , em plena quarentena, na Semana Santa, e como esse momento pode nos trazer uma ótima oportunidade de  compreensões ainda não experimentadas.

  Já no domingo de ramos, onde Jesus foi tentado a assumir o lugar de rei e salvador, é a  tentação de poder, que muitos de nós vivencia em menor escala, junto a familiares ou colegas, quando, nos encontramos em situação de liderança, e  outros aguardam de nós a decisão, pra onde devem seguir: "Decida o que é bom pra nós."  

 

Nos dias de hoje podemos interiorizar este domingo de ramos como um movimento de  renúncia.

Renúncia a velha ordem. Renunciar significa perder. Mas um perder que nos libera para o novo, se deixamos o passado ir. Se olhamos para trás e ainda queremos algo dali, nos mantemos infantis, e esperamos ainda que alguém faça, que um outro resolva, que algo me beneficie.

Mas se deixamos ir, crescemos, ganhamos outra vitalidade. recebemos nova semente. Temos um nova semeadura no solo fértil do passado. Quando não renuncio ao que se tornou contraproducente pra mim, continuo fraco, dependente como uma pequena criança.

Se nesse movimento me abro sem intenção para o novo, não quero algo, não imponho algo, então sou levado por algo, para uma nova dimensão de compreensões, para uma nova consciência, para além da lógica linear, certo ou errado, justo ou injusto, bom ou ruim. Se abre um outro espaço dento de mim, e começo um corajoso e muitas vezes solitário processo de cura daquele passado. Meus julgamentos começam a cair por terra.

E essa cura, culmina com a Segunda feira Santa, quando Jesus, com fome se dirige a uma figueira sem frutos, e então do que vale a figueira se não entrega seus frutos, ou ainda do que vale nosso conhecimento se não o distribuímos? 

Na renúncia a uma velha consciência de agir, somos levados a uma nova liberdade. Na medida que somos tocados por um outro amor, mais abrangente. Um amor que inclui, que nos amplia. E com eles chega a Terça Feira Santa, que nos convida a um dedicado autoconhecimento, numa união do coração com o pensamento. Então da linearidade, da segmentação do certo, errado, eu, você, vamos a  um circulo amplo, onde somos irmãos, e como irmãos temos iguais responsabilidades. E só por esse caminho que aprendemos a ter paciência e compreensão pelo outro. Mais que isso desenvolvemos compaixão, e olhamos para uma nova forma de ecologia eficaz, que engloba não só o ser humano, como também os animais, e o uso menos desenfreado, e pouco ético deles, os vegetais, fungos, virus,  e compreender porque nos tornamos mais suscetíveis a alguns deles, e experimentamos esse um acentuado desequilíbrio que nos levou a uma pandemia.

 

 

 

Texto com base no livro O Caminho de Cristo, de Evelyn Scheven, e do video de Sophie Hellinger, postado no youtube, em 05 de abril de 2020. 

 

 

 

 

 

 

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Siga
Procurar por tags
Please reload

Arquivo
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square

© 2023 por Nome do Site. Orgulhosamente criado com Wix.com

  • Pinterest ícone social
  • Facebook Social Icon
  • Google+ Social Icon